Em parceria com entidade de pesquisas de renome internacional a entidade busca a evolução customizada do programa de melhoramento genética da raça


A Associação dos Criadores de Brahman do Brasil (ACBB) lançou durante o período da ExpoZebu – evento que terminou no último final de semana, a nova parceria firmada entre a entidade e a Associação Nacional de Criadores e Pesquisadores (ANCP).
Batizado de "Brahman +", o novo projeto inclui características relevantes que são específicas da seleção zootécnica da raça Brahman dentro da plataforma do programa de melhoramento já existente.
O consultor técnico da ANCP, Daniel Biluca explica que as novas DEPs vão contemplar índices de  funcionalidade e, destacar o desempenho do rebanho. "As características funcionais que são o foco do projeto, como: umbigo, facilidade de parto, peso ao nascer, bem como as características produtivas são informações que foram demandadas pelos criadores.
O Brahman já tem um desempenho muito bom, que vem sendo controlado por vários programas, mas há essa exigência e necessidade da busca por características funcionais’, explicou. O técnico participou da apresentação das inovações aos criadores ao lado do presidente da ANCP, o pesquisador Raysildo Lôbo. “A associação em parceria com a ACBB está propondo uma reestruturação do PMGRB (Programa de Melhoramento Genético da Raça Brahman) que existe desde 2001. No novo formato essas características funcionais serão inclusas no sistema para gerar novas DEPs.
Contamos com a adesão dos associados que vão contribuir muito na coleta desses dados e tudo isso também pode motivar um interesse maior pela raça”, ressalta.
Adesão 
Os associados da ACBB receberam explicações sobre as condições de adesão, sobre os critérios que vão determinar a condução do programa, além de como serão feitos o atendimento técnico extensivo e o apoio ao serviço das fazendas na coleta dos dados com objetivo de garantir a confiabilidade dos resultados do Brahman. “Estamos em 19 rebanhos de Brahman no Brasil e, inclusive alguns fora também.
O objetivo é aumentar essa base de dados para que possamos ter mais dados e um programa mais consistente”, destacou Daniel Biluca.

Números
A ANCP divulgou os números recordes de avaliação. A entidade contabilizou mais de 68 mil animais avaliados e a meta é avançar em outros rebanhos para aumentar a população selecionada  geneticamente pelo PMGRB.
“Hoje são 13 características com DEPs. O que a gente quer, é aumentar pelo menos 3 ou 4 características funcionais. Entre as vantagens está o auxílio aos criadores nos acasalamentos com informações precisas da herança genética de um animal e, a opção de definir acasalamentos com mais rigor e a possibilidade de controlar, corrigir e melhorar o gado em aspectos desejados. Um exemplo é quando temos um touro que tem alto peso ao nascer. Com esse animal não é possível colocar uma vaca que também tenha alto peso ao nascer para não acontecer um aumento drástico dessa característica. Porém, se tem um touro possui baixo peso ao nascer é possível usar ele estrategicamente nos acasalamentos para controlar as condições da vaca”, comentou o consultor.
Avaliação
O coordenador do Conselho Técnico da Raça Brahman, João Cervoni falou sobre o projeto e sobre as expectativas da diretoria da entidade. Cervoni diz que o programa é muito valido e pode ser um grande apoio ao crescimento e fortalecimento da raça. “ “Não há um programa de melhoramento oficial da raça Brahman, cada criador utiliza as ferramentas e os métodos que lhes são mais adequados.
Mas o  projeto pode vir a ser um grande apoio para atender as especificações atuais da raça e suas necessidades com o suporte dos técnicos da ANCP que acompanharão o serviço. Praticamente todos os programas têm um padrão de índice e um padrão de avaliações de DEPs, com isso o Brahman + vem para somar sendo um programa personalizado para os brahmistas. Com essas características que entram, como peso ao nascimento, incluindo dados internacionais de touros como os de avaliação de umbigo teremos mais uma ferramenta para o criador, para o pecuarista e o nosso associado trabalharem”, alerta.
Cervoni falou ainda sobre as características principais que devem ser observadas para a identificação de animais produtivos e rentáveis. “É preciso cuidar do que vem sendo feito e melhorar o que já apresentou resultados. Existe uma demanda do mercado por touros que estão trabalhando a campo e por fêmeas de produção e dentro dessas demandas, peso ao nascimento e comprimento e tamanho do umbigo são as características que serão inseridas de imediato. Precisamos focar nessas questões. Depois virão outras que estão sendo estudadas e com parâmetros sendo definidos”, conclui. 

Texto: Sabrina Alves e Márcia Benevenuto  Fotos: Carlos Lopes
A Associação dos Criadores de Brahman do Brasil (ACBB) lançou durante o período da ExpoZebu – evento que terminou no último final de semana, a nova parceria firmada entre a entidade e a Associação Nacional de Criadores e Pesquisadores (ANCP).
Batizado de "Brahman +", o novo projeto inclui características relevantes que são específicas da seleção zootécnica da raça Brahman dentro da plataforma do programa de melhoramento já existente. O consultor técnico da ANCP, Daniel Biluca explica que as novas DEPs vão contemplar índices de  funcionalidade e, destacar o desempenho do rebanho. "As características funcionais que são o foco do projeto, como: umbigo, facilidade de parto, peso ao nascer, bem como as características produtivas são informações que foram demandadas pelos criadores. O Brahman já tem um desempenho muito bom, que vem sendo controlado por vários programas, mas há essa exigência e necessidade da busca por características funcionais’, explicou.
O técnico participou da apresentação das inovações aos criadores ao lado do presidente da ANCP, o pesquisador Raysildo Lôbo. “A associação em parceria com a ACBB está propondo uma reestruturação do PMGRB (Programa de Melhoramento Genético da Raça Brahman) que existe desde 2001. No novo formato essas características funcionais serão inclusas no sistema para gerar novas DEPs. Contamos com a adesão dos associados que vão contribuir muito na coleta desses dados e tudo isso também pode motivar um interesse maior pela raça”, ressalta.
 
Adesão
  Os associados da ACBB receberam explicações sobre as condições de adesão, sobre os critérios que vão determinar a condução do programa, além de como serão feitos o atendimento técnico extensivo e o apoio ao serviço das fazendas na coleta dos dados com objetivo de garantir a confiabilidade dos resultados do Brahman.
“Estamos em 19 rebanhos de Brahman no Brasil e, inclusive alguns fora também. O objetivo é aumentar essa base de dados para que possamos ter mais dados e um programa mais consistente”, destacou Daniel Biluca.
 
Números
A ANCP divulgou os números recordes de avaliação. A entidade contabilizou mais de 68 mil animais avaliados e a meta é avançar em outros rebanhos para aumentar a população selecionada  geneticamente pelo PMGRB.
“Hoje são 13 características com DEPs. O que a gente quer, é aumentar pelo menos 3 ou 4 características funcionais. Entre as vantagens está o auxílio aos criadores nos acasalamentos com informações precisas da herança genética de um animal e, a opção de definir acasalamentos com mais rigor e a possibilidade de controlar, corrigir e melhorar o gado em aspectos desejados. Um exemplo é quando temos um touro que tem alto peso ao nascer. Com esse animal não é possível colocar uma vaca que também tenha alto peso ao nascer para não acontecer um aumento drástico dessa característica. Porém, se tem um touro possui baixo peso ao nascer é possível usar ele estrategicamente nos acasalamentos para controlar as condições da vaca”, comentou o consultor.
 
Avaliação
O coordenador do Conselho Técnico da Raça Brahman, João Cervoni falou sobre o projeto e sobre as expectativas da diretoria da entidade. Cervoni diz que o programa é muito valido e pode ser um grande apoio ao crescimento e fortalecimento da raça. “
“Não há um programa de melhoramento oficial da raça Brahman, cada criador utiliza as ferramentas e os métodos que lhes são mais adequados. Mas o  projeto pode vir a ser um grande apoio para atender as especificações atuais da raça e suas necessidades com o suporte dos técnicos da ANCP que acompanharão o serviço. Praticamente todos os programas têm um padrão de índice e um padrão de avaliações de DEPs, com isso o Brahman + vem para somar sendo um programa personalizado para os brahmistas. Com essas características que entram, como peso ao nascimento, incluindo dados internacionais de touros como os de avaliação de umbigo teremos mais uma ferramenta para o criador, para o pecuarista e o nosso associado trabalharem”, alerta.
Cervoni falou ainda sobre as características principais que devem ser observadas para a identificação de animais produtivos e rentáveis. “É preciso cuidar do que vem sendo feito e melhorar o que já apresentou resultados. Existe uma demanda do mercado por touros que estão trabalhando a campo e por fêmeas de produção e dentro dessas demandas, peso ao nascimento e comprimento e tamanho do umbigo são as características que serão inseridas de imediato. Precisamos focar nessas questões. Depois virão outras que estão sendo estudadas e com parâmetros sendo definidos”, conclui. 


Texto: Sabrina Alves e Márcia Benevenuto 
Fotos: Carlos LopesA Associação dos Criadores de Brahman do Brasil (ACBB) lançou durante o período da ExpoZebu – evento que terminou no último final de semana, a nova parceria firmada entre a entidade e a Associação Nacional de Criadores e Pesquisadores (ANCP). Batizado de "Brahman +", o novo projeto inclui características relevantes que são específicas da seleção zootécnica da raça Brahman dentro da plataforma do programa de melhoramento já existente. O consultor técnico da ANCP, Daniel Biluca explica que as novas DEPs vão contemplar índices de  funcionalidade e, destacar o desempenho do rebanho. "As características funcionais que são o foco do projeto, como: umbigo, facilidade de parto, peso ao nascer, bem como as características produtivas são informações que foram demandadas pelos criadores. O Brahman já tem um desempenho muito bom, que vem sendo controlado por vários programas, mas há essa exigência e necessidade da busca por características funcionais’, explicou. O técnico participou da apresentação das inovações aos criadores ao lado do presidente da ANCP, o pesquisador Raysildo Lôbo. “A associação em parceria com a ACBB está propondo uma reestruturação do PMGRB (Programa de Melhoramento Genético da Raça Brahman) que existe desde 2001. No novo formato essas características funcionais serão inclusas no sistema para gerar novas DEPs. Contamos com a adesão dos associados que vão contribuir muito na coleta desses dados e tudo isso também pode motivar um interesse maior pela raça”, ressalta.  Adesão  Os associados da ACBB receberam explicações sobre as condições de adesão, sobre os critérios que vão determinar a condução do programa, além de como serão feitos o atendimento técnico extensivo e o apoio ao serviço das fazendas na coleta dos dados com objetivo de garantir a confiabilidade dos resultados do Brahman. “Estamos em 19 rebanhos de Brahman no Brasil e, inclusive alguns fora também. O objetivo é aumentar essa base de dados para que possamos ter mais dados e um programa mais consistente”, destacou Daniel Biluca.  Números A ANCP divulgou os números recordes de avaliação. A entidade contabilizou mais de 68 mil animais avaliados e a meta é avançar em outros rebanhos para aumentar a população selecionada  geneticamente pelo PMGRB. “Hoje são 13 características com DEPs. O que a gente quer, é aumentar pelo menos 3 ou 4 características funcionais. Entre as vantagens está o auxílio aos criadores nos acasalamentos com informações precisas da herança genética de um animal e, a opção de definir acasalamentos com mais rigor e a possibilidade de controlar, corrigir e melhorar o gado em aspectos desejados. Um exemplo é quando temos um touro que tem alto peso ao nascer. Com esse animal não é possível colocar uma vaca que também tenha alto peso ao nascer para não acontecer um aumento drástico dessa característica. Porém, se tem um touro possui baixo peso ao nascer é possível usar ele estrategicamente nos acasalamentos para controlar as condições da vaca”, comentou o consultor.  Avaliação O coordenador do Conselho Técnico da Raça Brahman, João Cervoni falou sobre o projeto e sobre as expectativas da diretoria da entidade. Cervoni diz que o programa é muito valido e pode ser um grande apoio ao crescimento e fortalecimento da raça. “ “Não há um programa de melhoramento oficial da raça Brahman, cada criador utiliza as ferramentas e os métodos que lhes são mais adequados. Mas o  projeto pode vir a ser um grande apoio para atender as especificações atuais da raça e suas necessidades com o suporte dos técnicos da ANCP que acompanharão o serviço. Praticamente todos os programas têm um padrão de índice e um padrão de avaliações de DEPs, com isso o Brahman + vem para somar sendo um programa personalizado para os brahmistas. Com essas características que entram, como peso ao nascimento, incluindo dados internacionais de touros como os de avaliação de umbigo teremos mais uma ferramenta para o criador, para o pecuarista e o nosso associado trabalharem”, alerta. Cervoni falou ainda sobre as características principais que devem ser observadas para a identificação de animais produtivos e rentáveis. “É preciso cuidar do que vem sendo feito e melhorar o que já apresentou resultados. Existe uma demanda do mercado por touros que estão trabalhando a campo e por fêmeas de produção e dentro dessas demandas, peso ao nascimento e comprimento e tamanho do umbigo são as características que serão inseridas de imediato. Precisamos focar nessas questões. Depois virão outras que estão sendo estudadas e com parâmetros sendo definidos”, conclui. 

Texto: Sabrina Alves e Márcia Benevenuto  Fotos: Carlos Lopes

Brahman TV