Os bons resultados da seleção Uberbrahman nas avaliações genéticas foram demonstrados para cerca de 60 visitantes estrangeiros na Fazenda Morro Alto II, em Uberlândia/MG.

O grupo de visitantes oriundos da Colômbia, Venezuela, Paraguay e México participou de uma viagem técnica com percurso desenvolvido em uma série de fazendas brasileiras consideradas referência em manejo, desempenho do rebanho e seleção de raças adaptadas e relevantes para a América Latina e países de toda a faixa tropical do planeta.

Na sede do Uberbrahman – projeto pecuário que tem como títulares os criadores Aldo Valente e Carlos Balbino - o rebanho reconhecido como referência dentro da raça e como um dos responsáveis pela propagação da melhor genética Brahman no Brasil - foi apresentando pelo selecionador Aldo Valente que demonstrou os índices e os resultados da marca "UBER" em sumários e pesquisas, além do histórico de exemplares que se destacam individualmente no mercado por suas virtudes e qualidades fixadas pelo trabalho de seleção com base em critérios zootécnicos. "Os criadores estrangeiros buscam genética que dê resultados, por isso priorizamos a demonstração dos conceitos que unem ferramentas técnicas e científicas usadas para fixar características relacionadas a funcionalidade, produtividade e rentabilidade na genética de nossos animais. O Uberbrahman mantém convênios de pesquisas com entidades do Brasil e do exterior. Usamos genômica, testes de ultrassonografia, avaliamos com muito critério tanto touros quanto fêmeas e buscamos avançar em características do rebanho que atendam conceitos de sustentabilidade ambiental e necessidades da base comercial com animais que sejam lucrativos para a cadeia produtiva da carne, desde o produtor até a indústria e o consumidor",

Em uma rápida palestra, foram abordados temas como a condição de evolução do rebanho dentro do Programa de Melhoramento Genético de Zebuínos (PMGZ), destacando índices econômicos, produtivos e funcionais. Giovana Faria de Moraes, médica veterinária, é a profissional que dá suporte aos estudos desenvolvidos junto ao plantel. "Em mais de 10 anos de estudos percebemos que precisamos buscar o equilíbrio. Já trabalhamos para que virtudes como precocidade, ganho de peso e qualidade de carcaça se juntem na medida certa e sejam interessantes para expressar essa composição genética superior em vários sistemas de produção. O animal que se sai bem no Uberbrahman vai ter bons resultados em outros criatórios. Hoje nosso diferencial está na eficiência alimentar e isso é muito importante, porque os animais que comem menos para produzir no mesmo nível dos outros, vão ser mais rentáveis na propriedade pecuária", afirmou a pesquisadora doutoranda em reprodução animal pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU), parceira do UberBrahman nesse projeto.

Depois da apresentação dos painéis técnicos, os visitantes puderam ver alguns touros e lotes de doadoras, novilhas e vacas paridas e ouvir informações relevantes de dados de avaliação, incluindo índices para facilidade de parto, característica para a qual o rebanho já é trabalhado. Grandes grupos, com mais de cem animais, foram conduzidos do pasto até a sede da fazenda para serem exibidos aos visitantes. Mesmo manejados pela primeira vez nos piquetes próximos da área de moradias, o gado se manteve tranquilo e demonstrou toda a docilidade que rendem a boa fama do Brahman como um dos zebuínos mais dóceis da pecuária internacional.

O presidente da Asocebu da Colômbia, Mauricio Moreno, integrou a delegação que esteve em intercâmbio no Brasil. Ele disse que existem muitas diferenças entre o Brahman americano e o Brahman brasileiro. Enaltecendo os dois plantéis, ele reforçou que a seleção com avaliação tem muito a contribuir para melhorar o rebanho mundial da raça. "Já são mais de 55 mil novas crias novas de Brahman registradas todos anos. Somos um dos países que mais registram e multiplicam a genética dessa raça. Estamos trabalhando atualmente com conversão alimentar, precocidade e longevidade. As avaliações que podemos ver aqui são muito importantes para o ajuste do foco de nossa criação", explicou o representante colombiano.

“Um dos nossos principais objetivos nesses eventos é o de sempre ressaltar as vantagens da seleção do Brahman a pasto para o mundo. Comprovamos os conceitos com números positivos nos gráficos da palestra e, depois, mostramos a aplicação de toda a teoria com o gado nos piquetes. Os visitantes estrangeiros são formadores de opinião em seus países e por isso, transferir nosso conhecimento sobre a raça Brahman é também uma forma de promover a pecuária seletiva do Brasil com destaque para a genética da nossa raça, além de promovendo todo o pacote comercial da pecuária seletiva nacional. Ficamos muito gratos com as visitas que recebemos das delegações de outros países e mantemos porteiras abertas para todos os criadores que quiserem conhecer mais de perto o trabalho que desenvolvemos com a genética do Brahman”, disse Filipe Valente, um "braço direito" do pai Aldo Valente, ao lado de toda a família.

Filipe deixou aberto o convite para visitas ao projeto UberBrahman, uma das principais referências dentro da raça presente em mais de 70 países. “Quem quiser conhecer mais sobre a raça, em especial o plantel e os trabalhos desenvolvidos pela UberBrahman podem acessar o nosso site www.uberbrahman.com.br", informou.

Texto e fotos: Márcia Benevenuto


Brahman TV